ABRHRJ

Instituição sem fins lucrativos, com objetivos de congregar profissionais de RH e disseminar o conhecimento do mundo do trabalho para desenvolver pessoas e organizações, influenciando na melhoria da condição social, política e econômica do país.

Missão

Nossa missão é disseminar o conhecimento do mundo do trabalho para desenvolver pessoas e organizações, influenciando na melhoria da condição social, política e econômica do país.

Endereço

Av. Presidente Vargas – 463/sala 1101 – Centro – Rio de Janeiro – RJ CEP 20071-003. Fone:(21)2277-7750 Fax:(21)2277-7758

Início/Editorias/Recrutamento e Seleção/Cine Fórum coloca o foco no tema do “estágio”

Cine Fórum coloca o foco no tema do “estágio”

Auditório lotado na última edição do ano do RH na Prática + Cine Fórum

No último dia 31 de outubro, foi realizado, na Fundação Dom Cabral (FDC), mais uma edição do RH na Prática + Cine Fórum. A mesa formada pelos diretores da ABRH-RJ Débora Nascimento, Myrna Brandão, Patricia Pacheco e Carlos Vitor Strougo, além da Roberta Dutra, da White Martins, propôs, a partir de trechos dos filmes “À Procura da Felicidade”, “Os 12 Trabalhos”, “Um Senhor Estagiário” e “Jobs”, uma discussão sobre a gestão de programas de estágio. Entre as mais de 100 pessoas que lotaram a capacidade do auditório estava a secretária geral da World Federation People of Management Associations, Leyla Nascimento, que elogiou a iniciativa de utilizar o cinema como ferramenta na área de gestão de pessoas.

A restrição na idade dos estagiários foi uma das questões mais debatidas. Foi lembrado que ainda são poucas as empresas que selecionam candidatos acima de 25 anos. A prática de algumas organizações de exigirem experiência profissional dos candidatos também foi criticada pelos palestrantes. Eles destacaram que isso exclui muitos talentos promissores.

Os palestrantes avaliaram que, de uma forma geral, é preciso desmistificar a primeira impressão sobre os candidatos.  Sendo isso não somente uma recomendação para o RH, mas também fundamental que seja abordada e discutida com os gestores.

Outro aspecto abordado foi o choque de gerações que as organizações estão enfrentando. Foi destacado que os jovens que estão iniciando a vida profissional fazem parte de uma geração que

não gosta de regras rígidas, está acostumada com a velocidade das mudanças, lida com facilidade com tecnologias de ponta e, acima de tudo, quer realizar um trabalho que tenha significado, que propicie desenvolvimento e traga oportunidades de crescimento.

Assim, para que a organização consiga manter esses jovens, é preciso que o uso do feedback não seja unilateral, como costuma ser tradicionalmente, e que haja espaços para os estagiários falarem  com os gestores.

By | 2017-11-14T12:48:56+00:00 novembro 14th, 2017|Categories: Recrutamento e Seleção|Tags: , , |0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário