ABRHRJ

Instituição sem fins lucrativos, com objetivos de congregar profissionais de RH e disseminar o conhecimento do mundo do trabalho para desenvolver pessoas e organizações, influenciando na melhoria da condição social, política e econômica do país.

Missão

Nossa missão é disseminar o conhecimento do mundo do trabalho para desenvolver pessoas e organizações, influenciando na melhoria da condição social, política e econômica do país.

Endereço

Av. Presidente Vargas – 463/sala 1101 – Centro – Rio de Janeiro – RJ CEP 20071-003. Fone:(21)2277-7750 Fax:(21)2277-7758

Como anda sua imunidade?

Nessa época do ano, com a temperatura mais baixa, geralmente nossa imunidade tende a cair, resfriados aparecem com mais frequência. Por isso é importante entender quais são os hábitos ou situações de estresse que também podem atrapalhar nossa saúde e deixar a porta aberta a infecções e um corpo mais vulnerável.

Algumas doenças causadas por vírus e bactérias ficam escondidas em nosso organismo apenas esperando o exato momento para se manifestar. É possível perceber que sua imunidade está baixa quando as unhas estão quebradiças, os cabelos caem mais do que o normal e gripes e resfriados tornam-se frequentes. No entanto, nosso corpo tem maneiras próprias de se proteger e é justamente aí que o sistema imunológico mostra seu papel. O corpo humano é perfeito e está travando o tempo todo uma verdadeira batalha para nos manter saudáveis. Mas podemos colaborar com isso! De que forma? O que fazer então para aumentar nossa imunidade?

Para que o “sistema” funcione bem é preciso estar atento a alguns fatores determinantes: uma alimentação equilibrada, uma boa noite de sono e a prática de atividades físicas regulares. Esses três pilares eu diria que são os mais importantes. Se a sua noite de sono te recupera, o corpo não vai pedir em algum momento para parar.

Evidências epidemiológicas demonstram que o exercício moderado aumenta a resistência às infecções, no entanto, o treinamento muito intenso pode induzir à imunossupressão e aumentar o risco de infecções em atletas. Então, quando falo da prática de exercício físico é de forma moderada e contínua, de preferência pelo menos 4 vezes por semana.

Doenças crônicas, carência de vitaminas e estresse também podem interferir no funcionamento do sistema imunológico. Portanto, tentar não se deixar levar pelo estresse, conseguir incluir uma meditação no seu dia pode ajudar muito. Assim como se alimentar de frutas, legumes e verduras para um bom aporte de vitaminas e minerais.

O uso de vitaminas por cápsulas e suplementos podem reforçar o sistema imunológico quando a dieta não estiver equilibrada. Então vou listar algumas sugestões de suplementos que pode ser uma opção:

1       VITAMINAS E MINERAIS – Procure vitaminas que já têm no seu composto alguns minerais como zinco, ferro e magnésio. De preferência sempre na forma quelada, pois ajuda na absorção.

2       BCAA – Se estiver consumindo pouco aminoácido na dieta, procure suplementar com um BCAA ou um whey protein, que são compostos por aminoácidos essenciais que nosso corpo não produz. Por isso precisam ser ingeridos.

3       GLUTAMINA – Se você pratica muito exercício, um bom suplemento para aumentar sua imunidade seria a glutamina, que, com o exercício intenso e prolongado, sua oferta é reduzida no organismo, dando espaço ao aparecimento de doenças respiratórias como resfriados e gripes. A Glutamina irá atuar de diversas formas no sistema imunológico: como fonte energética pelos leucócitos (células de defesa); na síntese de glutationa (principal e mais potente antioxidante do organismo) e como fonte de energia para os enterócitos (células intestinais), impedindo a entrada de patógenos pelo intestino.

4       PROBIÓTICOS – Probióticos são suplementos alimentares que contêm bactérias vivas benéficas ao hospedeiro, favorecendo o equilíbrio de sua microbiota (flora) intestinal. Existem diversos tipos, destacando-se os lactobacillus e os bifidobacterium. O intestino contém cerca de 100 trilhões de células bacterianas e os probióticos afetam de maneira positiva esses microorganismos, aumentando o número de bactérias benéficas e diminuindo as que podem causar doenças. O efeito imunoestimulante proporcionado por eles pode estar relacionado à sua capacidade de interagir com os tecidos localizados na mucosa intestinal e protegê-la da agressão de microorganismos maléficos que fazem parte da microbiota normal ou são ingeridos através da alimentação, e também atuam de forma geral como mediadores que estimulam o sistema imune. Atualmente, os probióticos também são uma das principais ferramentas na prevenção e tratamento de disbiose intestinal, prevenção de alergias, intolerância à lactose, candidíase vaginal, dentre outros benefícios.

5       VITAMINA D3 – A vitamina D3 ou colecalciferol, tem sido alvo de um número crescente de pesquisas nos últimos anos, demonstrando sua função além do metabolismo do cálcio e da formação óssea, incluindo sua interação com o sistema imunológico. Estudos sugerem que sua ação imunomoduladora é exercida sobre as células de defesa do organismo, em especial os linfócitos, bem como na produção de diversas citocinas (proteínas que modulam a função de outras células). Atualmente, grande parte da população possui deficiência de vitamina D3 sem sequer ter conhecimento disso, ou seja, não diagnosticada. A suplementação de vitamina D3 é um tratamento considerado barato e seguro com inúmeros benefícios, incluindo a capacidade de prevenir doenças relacionadas ao trato respiratório, como gripes, resfriados, pneumonia ou bronquite, tão comuns no inverno.  Um pouco de sol pela manhã também é um ótimo aliado para absorção da vitamina.

Depois das sugestões de como melhorar sua imunidade, devemos pensar no que pode atrapalhar nossa saúde. Estudos comprovam que dietas com grande quantidade de açúcares interferem na capacidade de as células brancas do sangue destruir os invasores. A ingestão excessiva de gorduras também reduz a atividade de células protetoras e prejudica a resposta imunológica.

Resumindo: uma alimentação equilibrada, com ajuda de alguns suplementos; a prática de exercício físico moderado e de forma regular; a diminuição do estresse e uma boa noite de sono são os melhores hábitos que você pode ter para cuidar da sua saúde e não deixar o resfriado atrapalhar sua rotina de trabalho e de produtividade.

Um empregado saudável é muito mais produtivo e reconhecido profissionalmente no seu ambiente de trabalho!

By | 2017-09-04T17:37:24+00:00 julho 19th, 2017|Categories: Uncategorized|0 Comentários

Sobre o Autor:

“Esportes, floresta, mar, sol, alimentação, saúde, amigos, família, música, viagens. Nestas dez palavras estão os principais valores da minha vida”. Cynthia Howlett, é nutricionista com especialização em nutrição esportiva, atende no Rio de Janeiro, e vem desenvolvendo em parceria com a nutricionista e professora de educação física, Beatriz De Serpa, programas voltados para a longevidade através de uma orientação nutricional voltada para a saúde da mitocondria, chamado: MITO-VIE, associando uma alimentação equilibrada com exercícios físicos. Adepta de um estilo de vida saudável, o equilibrio é sua palavra chave. Procura sempre um atendimento personalizado e individualizado, que entenda as necessidades de cada pessoa. Comunicação e bem estar são pontos fundamentais na sua vida profissional, seja na TV ou no rádio. Trabalhou como jornalista no Sportv/Globosat, apresentando programas voltados para esportes e meio ambiente e no RJ-Tv, Rede Globo, apresentando quadros de comportamento e dicas culturais da cidade. Seus últimos trabalhos na televisão foram no canal GNT com programas voltados para saúde e bem estar como o "Alternativa Saúde" e o reality "Perdas e Ganhos". Na Paradiso FM apresentou o boletim de saúde "Vida Saudável", dando dicas diárias no radio sobre saúde. Atuante na questão ambiental, participa como conselheira, da Associação dos Amigos do Parque da Floresta da Tijuca, com objetivo de conservar a Mata Atlântica. Viaja pelo Brasil, ministrando palestras sobre qualidade de vida, orientando nas escolhas dos alimentos, na prática de atividades físicas, e dando dicas de como pequenas mudanças podem fazer uma grande diferença na vida de cada um. Cynthia Howlett é franco brasileira fez seus estudos na escolar francesa Lycée Moliére no Rio de Janeiro, se formou em Direito (Puc-Rio), Jornalismo (UniverCidade) e Nutrição (Estácio de Sá), tem como hobby a corrida, a natação e a dança. E por último, e mais importante: é mãe do Rodrigo e da Manuela.

Deixar Um Comentário