ABRHRJ

Instituição sem fins lucrativos, com objetivos de congregar profissionais de RH e disseminar o conhecimento do mundo do trabalho para desenvolver pessoas e organizações, influenciando na melhoria da condição social, política e econômica do país.

Missão

Nossa missão é disseminar o conhecimento do mundo do trabalho para desenvolver pessoas e organizações, influenciando na melhoria da condição social, política e econômica do país.

Endereço

Av. Presidente Vargas – 463/sala 1101 – Centro – Rio de Janeiro – RJ CEP 20071-003. Fone:(21)2277-7750 Fax:(21)2277-7758

Início/Bem Estar nas Empresas/O prazer da transformação

O prazer da transformação

Cynthia Howlett*

A busca pelo corpo perfeito me parece ser um dos maiores desejos da sociedade moderna. Vivemos a ditadura de uma beleza padronizada pelos meios de comunicação que enaltecem regularmente pessoas lindas e magras. Pouca atenção, entretanto, é dada à saúde do corpo e da mente. Na busca desesperada pela aceitação social, todas as tentativas são válidas: dieta do sangue, da lua, da proteína, do índice glicêmico, dos pontos, etc. Mesmo algumas, com pouca credibilidade científica, bombardeiam nossa imaginação alimentando a lânguida esperança de um sucesso rápido na busca pela magreza.

Entretanto, devemos refletir profundamente para conquistarmos resultados reais que permitam a transformação libertadora do estilo de vida. É preciso mudar a forma de pensar e agir diante das nossas necessidades. Neste sentido, três pilares deverão ser gradativamente trabalhados: reeducação alimentar, exercícios físicos e espiritualidade. Os três caminham juntos para que o sucesso seja real e duradouro.

Quando me perguntam qual é a fórmula? Eu respondo sempre: o prazer. Não existe milagre. Quando encontramos prazer na alimentação saudável e as atividades físicas deixam de ser uma tortura, não temos dificuldade em emagrecer, ou melhor, não temos preocupação em engordar. Nosso corpo se harmoniza e os resultados acontecem naturalmente. A dieta sem prazer é uma dieta a curto prazo, desestimulante e que não funciona.

Tão importante quanto a alimentação e os exercícios, é o trabalho da mente, que auxilia no controle de nossas ansiedades, compulsões, estresses, medos e impulsos que podem nos levar ao refúgio na comida e à inércia. Este trabalho pode ser estimulado na terapia, no yoga ou na meditação.

Comece procurando alguma atividade física que te dê prazer, seja ela qual for. Esporte, exercício ou lazer. Tá difícil sozinho? Procure esportes coletivos, grupos de corrida ou natação espalhados pela cidade. Entre em uma academia! Tal ambiente pode auxiliar no convívio social, sendo uma excelente forma de estímulo e orientação para melhorias  no corpo e na mente.  Crie um tempo para cuidar de si procurando alimentos saudáveis, ingerindo mais frutas e vegetais, menos carnes e açucares. Faça um retiro, uma viagem, experimente algo novo, algo que sempre teve vontade de fazer! Mentalize TODO DIA o que realmente quer transformar na sua vida e de que forma pode fazer isso. Suas ações só dependem de você!!! E falta de tempo todo mundo tem, é questão de prioridade e organização do seu tempo. Você, com certeza, vai ter que criar esse tempo. Se você tivesse 30 minutos livres, certamente iria preencher ele com alguma coisa.

Perceba que não é somente o corpo! Junto com todas estas iniciativas de transformação libertadora, outros acontecimentos maravilhosos e importantes podem surgir ao nosso redor. Quando menos se espera, de forma avassaladora o prazer acontece e tudo pode mudar, mais rápido do que se imagina. Tente!

*Coluna quinzenal patrocinada pela GastroService e assinada pela nutricionista e jornalista Cynthia Howlett

By | 2017-12-06T11:50:42+00:00 junho 22nd, 2017|Categories: Bem Estar nas Empresas|Tags: , , |0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário