ABRHRJ

Instituição sem fins lucrativos, com objetivos de congregar profissionais de RH e disseminar o conhecimento do mundo do trabalho para desenvolver pessoas e organizações, influenciando na melhoria da condição social, política e econômica do país.

Missão

Nossa missão é disseminar o conhecimento do mundo do trabalho para desenvolver pessoas e organizações, influenciando na melhoria da condição social, política e econômica do país.

Endereço

Av. Presidente Vargas – 463/sala 1101 – Centro – Rio de Janeiro – RJ CEP 20071-003. Fone:(21)2277-7750 Fax:(21)2277-7758

Início/Editorias/Inovação/Afastamento do trabalho por obesidade gera prejuízos para empresas

Afastamento do trabalho por obesidade gera prejuízos para empresas

Dados do INSS mostram que, anualmente, 100 mil funcionários são afastados do trabalho por questões de saúde, aí incluídos os problemas causados pela obesidade como doenças cardiovasculares, ataques cardíacos, acidentes cerebrais e diabetes.

Quem tem empresa sabe a falta que faz um colaborador e o custo adicional gerado por essa ausência. São gastos com auxílio doença e um novo profissional para exercer a função do afastado. Em 2016, o custo aos cofres públicos foi de R$22,3 bilhões, de acordo com os dados do Contas Abertas.

Segundo pesquisas, a melhoria na saúde dos funcionários diminui o absenteísmo, aumenta a produtividade e, consequentemente, a receita. Pensando nisso, o Personal Trainer Anderson Brandão desenvolveu uma metodologia de emagrecimento com planos empresariais para estimular a busca de maior qualidade de vida dos colaboradores.

“O exercício físico auxilia na prevenção de problemas cardiovasculares e no controle da hipertensão arterial. Pessoas ativas são mais produtivas, tem imunidade maior, ficam menos doentes, são mais dispostas, otimistas e atentas. Também aprendem melhor, pois a atividade física estimula a parte do cérebro responsável pelo aprendizado”, afirma Anderson.

Por meio do aplicativo AB Saúde e da pulseira inteligente ABand, os colaboradores têm acesso direto a um programa de treinamento planejado conforme as características do corpo e disponibilidade de tempo de cada um. No aplicativo é possível acessar vídeos e fotos dos exercícios e a pulseira registra os passos e as atividades diárias para aproveitar melhor a rotina.

“O software permite orientar a pessoa a utilizar escadas ao invés do elevador, possui um programa de contagem de passos dados por dia além de séries de exercícios físicos que podem ser feitos em casa, com duração de 15 minutos. Então a pessoa não precisa necessariamente frequentar uma academia, pode simplesmente atingir um determinado número de passos por dia ou fazer um dos nossos programas de exercícios disponíveis no aplicativo “, explica o personal e idealizador do programa.

Uma equipe de supervisão do programa monitora e acompanha remotamente os funcionários e aqueles que não estão se movimentando ou seguindo o plano alimentar como deveriam são orientados pessoalmente. São disponibilizados relatórios para os gerentes dando uma visão sistêmica da evolução e motivação da equipe.

É possível realizar jogos e desafios com recompensas para motivar os colaboradores a se manterem no programa e estimular a integração entre eles.  Isto possibilita que todo um setor fique mais produtivo e saudável, diminuindo os afastamentos por doenças e os prejuízos para a empresa, além de tornar o processo de emagrecimento mais fácil.

Essa melhoria na qualidade de vida dos colaboradores traz benefícios para a empresa e para o funcionário.

By | 2017-07-19T12:11:24+00:00 junho 5th, 2017|Categories: Editorias, Inovação|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário