//Papo Digital “Interação Geracional: como construir pontes para fortalecer caminhos diversos?”, com Luciene Baptista
Carregando Eventos
Este evento já passou.

 6 de agosto | 16h | Encontro Virtual
Realização: ABRH-RJ

Participe do Papo Digital “Interação Geracional: como construir pontes para fortalecer caminhos diversos?”, que será conduzido por Luciene Baptista.

Evento gratuito para associados e não associados ABRH-RJ.

Sobre o encontro:

A sociedade brasileira está em franco processo de envelhecimento, segundo o IBGE, em 2018 a população com 60 anos ou mais já representava mais de 28 milhões de pessoas.  Outro dado relevante é que o índice de envelhecimento deve aumentar de 43% em 2018 para 173% em 2060. Isto significa que o formato da pirâmide etária ao longo dos próximos anos, segue a tendência mundial de estreitamento da base (menos crianças e jovens), e alargamento do corpo (adultos) e topo (idosos).   Este fenômeno por si só já trará impactos na dinâmica social entre as gerações seja no âmbito da convivência familiar, seja no âmbito dos espaços coletivos de lazer, no acesso aos serviços públicos, e principalmente no contexto social das relações de trabalho.

Em tempos de Pandemia do Covid-19 as questões em torno do envelhecimento populacional e das relações entre gerações ganhou ainda mais foco, na medida em que o isolamento social alterou a dinâmica de convívio e interação entre as gerações.  Crianças deixaram de frequentar creches e escolas permanecendo mais tempo em companhia de pais e avós.  Adolescentes compulsoriamente afastados fisicamente de suas tribos, passaram a interagir quase que exclusivamente pelos meios digitais com seus iguais, e de forma presencial e contínua com seus pais e avós.  Os idosos por sua vez, considerados grupos de risco, passaram a requerer ainda mais cuidado e atenção ao longo da dinâmica do isolamento social. Todos estes fatores trouxeram à tona a complexidade e relevância das relações entre gerações no âmbito familiar, que embora complexas e muitas vezes inevitáveis, se ancoram em vínculos sanguíneos e de afeto.

Em contrapartida em contextos sociais mais amplos como o do trabalho, por exemplo, as relações geracionais ao longo do processo de isolamento social experimentaram o paradoxo entre o preconceito etário, e a necessidade eminente de capacitação dos profissionais maduros para o trabalho remoto e a utilização das tecnologias de informação e comunicação (TICS).  Neste ambiente permeado por valores de competição e de produtividade, a convivência entre gerações é ancorada na busca pelo equilíbrio entre vivência e expertise, entre maturidade e impetuosidade, entre conhecimento prático e conhecimento científico. Ou seja, a relação entre pessoas em diferentes estágios de vida é estabelecida em função da execução de suas atividades profissionais. Seja para cumprir funções visando o alcance de resultados organizacionais, seja para satisfazer expectativas e necessidades individuais de estilo de vida.

Neste contexto, este bate papo busca refletir sobre as possibilidades e os desafios para construção de relações geracionais numa perspectiva colaborativa, buscando a superação de conflitos a partir de estratégias de convivência que potencializem o que cada geração tem de melhor para agregar valor à trajetória de vida de cada um.

 

 

 

Sobre Luciene Baptista:

Doutora em Administração, Especialista em Gestão de Pessoas, Assistente Social, coordenadora do projeto da Universidade Aberta com a Terceira Idade da UNIFASE-Petrópolis.

Para se inscrever, preencha o formulário abaixo:

ABRHRJ

Instituição sem fins lucrativos, com objetivos de congregar profissionais de RH e disseminar o conhecimento do mundo do trabalho para desenvolver pessoas e organizações, influenciando na melhoria da condição social, política e econômica do país.

Missão

Nossa missão é disseminar o conhecimento do mundo do trabalho para desenvolver pessoas e organizações, influenciando na melhoria da condição social, política e econômica do país.

Endereço

Av. Presidente Vargas – 463/sala 1101 – Centro – Rio de Janeiro – RJ CEP 20071-003. Fone:(21)2277-7750 Fax:(21)2277-7758